-->

Locadora (42) - Entre a ficção e a realidade

AmanhaNa onda do fluxo temporal, No Limite do Amanhã é mais uma das ficções científicas recentes que tratam – junto a boas doses de ação e romance – de experiências com o tempo. No longa dirigido por Doug Liman, o fato de reconhecermos na trama elementos já vistos em muitos outros filmes trabalha tanto a favor quanto contra, trazendo previsibilidade em alguns momentos, mas tornando o filme mais divertido em outros.

Aqui Tom Cruise interpreta Cage, assessor de imprensa do Exército que se vê obrigado a lutar sem experiência alguma em uma das batalhas mais importantes em meio a um mundo que sofre ataques de alienígenas (chamados de miméticos) e cujos países são colocados uns contra os outros devido a isso. Sua falta de habilidade acaba fazendo com que ele morra rapidamente da batalha, porém, surpreendentemente, ele acaba retornando imediatamente para o início do seu dia até que morra novamente. Com a ajuda de Rita (Emily Blunt), Cage descobre, no entanto, que essa sua capacidade de resetar o dia pode se tornar uma grande arma contra os miméticos.

Ainda que prejudicado em alguns momentos por um Cruise mediano e pelo excesso de comicidade, No Limite do Amanhã termina por se mostrar um filme divertido e bem roteirizado dentro de seus objetivos como longa de ação, mesmo que diminuído caso comparado a exemplares recentes de temática parecida, como o ótimo Contra o Tempo.

Nota: Bom

Na Estante (13) - Anvil! A História de Anvil (2008)

Anvil2

“Nunca desista de seus sonhos”. Você já deve ter ouvido bastante esta frase, seja em discursos motivacionais ou livros de autoajuda, mesmo que ela possa se tornar apenas um clichê otimista, nunca deixa de ser uma verdade.

Somos movidos por sonhos, e se não conseguimos torná-los concretos, é quando surge a tão temível realidade, a hora de colocar o pé no chão e aceitar o seu limite. Muitas pessoas acreditam nisso, e acabam vivendo vidas infelizes e querendo que seus sonhos sejam realizados pelos filhos. Não estou dizendo que todos os sonhos terão um final feliz, mas como vemos no brilhante documentário Anvil! A História de Anvil, o importante é nunca desistir de seu sonho, é nunca desistir de quem você é. 

O diretor Sacha Gervasi, ex-roadie da banda Anvil, lançou em 2008 um documentário que acompanha o cotidiano dos dois fundadores da banda, formada pelo baterista Robb Reiner e o vocalista/guitarrista Steve 'Lips' Kudlow, e mostra a batalha deles para um possível retorno ao sucesso que eles tiveram nos anos 80. O problema é que nem todos os artistas conseguem um contrato milionário, e é esse o outro lado da música que Gervasi está interessado em revelar.

Noé – O Criador e a criatura

Noe

Darren Aronofsky é um dos diretores que fazem parte do chamado cinema autoral. Um cinema que o diretor tem grande domínio e liberdade criativa com a sua obra. Assim, fica fácil ligar certas características que eles repetem em seus filmes, como os temas, por exemplo. Martin Scorsese e seus anti-heróis, Paul Thomas Anderson e a relação de pai e filho, os irmãos Coen e seus personagens fracassados, e assim por diante.

Darren é conhecido por se interessar por personagens obcecados, e qual será a consequência desta obsessão em suas vidas. Só para citar alguns exemplos, temos o cientista Tommy em Fonte da Vida e a bailarina Nina em Cisne Negro. Dois personagens que são transformados por sua obsessão, levando ela até as últimas consequências. Então, não é surpresa nenhuma que o diretor tenha se interessado em recontar (ou reinventar) a história de Noé que, afinal, é um homem obcecado por uma missão divina e fará de tudo para que ela seja cumprida, até se for preciso enfrentar sua própria família.

TViciados (10) - Cosmos: A Spacetime Odyssey

Cosmos

Geralmente, a maioria das pessoas que acompanham séries, procuram aquelas de ficção, reality shows e show de talentos. Os documentários ficam para um público especifico, não atingindo uma grande massa de telespectadores.

Contudo, se você tem sede pelo conhecimento, por que não conhecer a história do nosso Universo? Da nossa vida aqui na Terra? E de qual será nosso possível futuro? Numa viagem espetacular, a série Cosmos: A Spacetime Odyssey irá te levar para uma experiência única sobre o Universo, a Vida, e Tudo mais, parafraseando Douglas Adams em O Guia do Mochileiro das Galáxias.

O Grande Hotel Budapeste - O Cinema e as histórias

BudaUma das funções do cinema – senão a maior delas – é contar histórias. Não que realizar estudos filosóficos ou despertar pensamentos críticos no espectador também não seja importante para a sétima arte, mas historicamente o cinema tem uma predileção a contar grandes histórias. Sejam essas histórias calcadas em fatos ou completamente criadas pela mente de um roteirista, haverá sempre algum diretor disposto a transpô-las para o cinema.

É engraçado, portanto, que o novo filme de Wes Anderson, O Grande Hotel Budapeste, comece justamente com uma discussão acerca da forma cíclica com que as histórias se propagam e de sua importância para a construção da literatura e, logo, da História. Engraçado porque, para além de seus planos coloridos e geometrizados, Wes é conhecido por ser um dos maiores contadores de histórias de Hollywood. Sem grandes preocupações em fazer com que o público acredite que seus filmes poderiam acontecer na vida real, ele, em todo o seu currículo, buscou apresentar personagens excêntricos em situações mais excêntricas ainda, tudo para colaborar, claro, com sua forma excêntrica de fazer cinema.